segunda-feira, 27 de abril de 2009

SALGADAS - Baru


A partir deste mês teremos na Rede produtos com a castanha de Baru. Como eu nunca tinha ouvido falar, acredito que existam outras pessoas que também não.
Então vou aproveitar alguns dados que nos foram enviados por Luis Carrazza, da Central do Cerrado, através de Bibi, para sabermos um pouquinho mais o que é o Baru.
Também vou abrir uma exceção e postar receitas que nós ainda não experimentamos. Vamos experimentar, já que é algo novo, e aguardar os comentários.

Sobre o baru
O baru é uma árvore de até 25 m de altura encontrada em grande parte do Cerrado, em especial nos estados de Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e no Noroeste de Minas. Tem copa densa e arredondada e de coloração verde intensa.
Seu fruto é castanho, e em cada um se esconde uma amêndoa dura. Quando maduros, os frutos caem com facilidade da árvore, devendo ser colhidos ao chão. A castanha do baru é o principal item a ser aproveitado – tem gosto parecido com o do amendoim e alto valor nutricional e energético. No entanto a polpa pode também ser aproveitada para consumo humano ou animal.
Castanha - Deve ser comida preferencialmente torrada (não é recomendado o consumo da castanha crua). Pode ser consumida inteira como aperitivo, com ou sem sal, ou utilizada como um refinado ingrediente para enriquecimento de pratos variados, doces ou salgados. Pode substituir a castanha-de-caju, o amendoim, nozes etc., inclusive em receitas como pé-de-moleque e paçoquinha.
Óleo - é de excelente qualidade, apresentando alto grau de insaturação. Apresenta propriedades medicinais, sendo utilizado por algumas populações como anti-reumático. Pode ser utilizado como veículo para medicamentos, cosméticos e/ou para consumo alimentar.
Polpa - adocicada, pode servir ao consumo humano por meio de sua farinha, na fabricação de bolos, pães, doces ou tomada misturada com leite, por exemplo. Bovinos e suínos também apreciam muito essa polpa, que pode ser utilizada para a produção de uma excelente ração.

Receitas com baru
A castanha de baru além de substituir a castanha de caju, a castanha do Brasil, amendoim, nozes etc. em diversas receitas, pode ser utilizada também em granolas, barras de cereais e acrescidas ao arroz, por exemplo. Seguem algumas receitas, que representam uma parcela ínfima do que a criatividade pode fazer com esta nobre castanha.


Pão de Milho com Baru

Ingredientes:
Massa: 50ml de óleo, 2 ovos, 15g de fermento biológico seco, 10g de sal, 50g de castanha de baru, 80g de açúcar mascavo, 200g de flocos de milho, 500g de farinha de trigo.

Recheio: 200ml de leite, 50g de açúcar refinado, 25g de flocos de milho, 50g de açúcar mascavo, 85g de creme de confeiteiro, 100g de castanha de baru moída.

Cobertura: 20g de manteiga, 25g de flocos de milho, 50g de açúcar mascavo, 50g de castanha de baru moída, 25g de farinha de trigo.

Preparo
Massa: junte os flocos de milho, fermento e 100g de farinha. Adicione o leite e deixe descansar por 30min. Em outro recipiente, misture os ingredientes secos, acrescente o fermento, o óleo e os ovos. Misture até obter uma massa lisa e enxuta. Divida em 6 partes e deixe descansar por 20min.

Recheio: misture todos os ingredientes do recheio. Abra a massa em formato retangular. Coloque o recheio. Enrole a massa como rocambole. Pincele a superfície com ovo batido.

Cobertura: misture todos os ingredientes e passe na massa de pão. Coloque na assadeira e deixe fermentar por 20min. Leve ao forno pré-aquecido a temperatura de 170ºC por 25min.

Fonte: Terra Culinária / Itamar Saraiva Ribas http://www.muitomaisreceitas.com.br/receitas/tortas_paes_e_pizzas/pao_de_milho_com_baru.html

Pesto de Baru
O pesto original, da região da Liguria, Itália, é feito com manjericão, pinoli, grana padano e azeite de oliva extra virgem. Pode ser comido com pão, como molho para massas, saladas e outros pratos

Ingredientes:
50g de castanha de baru torradas e descascadas; 2 maços de manjericão ; 50g de queijo de minas curado ou parmesão ralado ; azeite de oliva extra virgem ; 1 dente de alho; sal.

Preparo
•triture as castanhas de baru no liquidificador.
•lave bem as folhas de manjericão, separando dos cabinhos mais grossos, e coloque no liquidificador.
•adicione 4 colheres de sopa de azeite, o dente de alho picado e bata rapidamente no liquidificador
•coloque junto o queijo ralado, mais azeite e volte a misturar.
•Adicione azeite até conseguir que o liquidificador bata o conteúdo sem muita dificuldade, mas sem deixar muito líquido
•Adicione sal a gosto
•Coloque em um recipiente e guarde na geladeira.

Observações·
O baru é a castanha do Cerrado. Outras castanhas (caju, do Brasil) também podem ser utilizadas, dando resultados diferentes.
·O azeite de oliva é importante para o sabor do molho e deve ser de boa qualidade, de preferência extra virgem. Você pode substituir por outro óleo, mas pode perder um pouco de sabor ou, se for um óleo muito aromático, obter um pesto diferente.
·Este molho é muito aromático, e não precisa ser aquecido. Uma colher de sobremesa é suficiente para cada prato de massa cozida.
·Fica muito bom com pão, em sanduíches.
Experimente suas próprias variações da receita, e me conte os resultados.

(fonte: http://www.alimentoparapensar.com.br/receitas/2006/7/9/pesto-de-baru.html, http://saude.abril.com.br/edicoes/0273/nutricao/conteudo_133922.shtml)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário